Ansiedade

Ansiedade: dicas para lidar e prevenir no dia a dia

Só quem sofre ansiedade sabe como é acordar pensando no almoço, ao mesmo tempo em que as atenções se voltam para o que acontecerá à noite, no dia seguinte, no mês que vem, daqui a três anos… Um looping infinito!
Segundo estimativas internacionais, esse transtorno psicológico/psiquiátrico atinge 264 milhões de indivíduos em todo o mundo. Desses, 18 milhões são brasileiros. Somos campeões nesse quesito.

A preocupação excessiva, intensa e persistente sobre situações diversas é um problema sério que requer tratamento à base de medicamentos e psicoterapia. Associadas a isso, algumas ações ajudam a aliviar a tensão e dissipar sentimentos perturbadores no cotidiano. Confira.

Respire corretamente

É comprovado: respirar corretamente pode espantar o nervosismo e acalmar uma mente agitada. Existem vários jeitos considerados certos. Um deles consiste em usar a musculatura do diafragma, ou seja, movimentar o abdômen e não o tórax, lenta e profundamente, inspirando e expirando.

Quando uma crise vier, foque nesse aspecto, pois ele influencia a fisiologia e os processos cerebrais, melhorando o humor e causando relaxamento extremo. Trabalhe a respiração de modo preventivo também: reserve uns sete minutos por dia para prender e soltar o ar, de maneira leve e natural.

Escreva para aliviar a ansiedade

Seus sentimentos precisam sair para sua cabeça não explodir. Às vezes é difícil, mas existe uma maneira interessante de fazer isso: escrever. Não precisa mostrar para ninguém nem publicar nas redes sociais. Só escreva.
Um estudo recente realizado pela Universidade de Northumbria, em New Castle, no Reino Unido, e publicado no British Journal of Health Psychology constatou que colocar os sentimentos positivos no papel ajuda a aliviar o estresse e a ansiedade, principalmente no caso de pessoas mais fechadas e solitárias.

Converse com seu subconsciente

Sabe aquela voz que parece um segundo eu dentro de você? Você pensa a e ela diz b, em uma espécie de embate. Os ansiosos não deliberam sobre seus pensamentos e muitos deles originam-se no subconsciente, a voz que nos protege e garante sobrevivência, ao passo que também nos acelera.

Converse com ela e substitua as afirmações negativas por afirmações positivas. Veja um exemplo de diálogo que você pode ter consigo.

– Eu não vou conseguir terminar isso!
– Por que não?
– Porque eu nunca consigo!
– Esquece o que passou, pense no agora.
– Não consigo!
– Consegue! O que você pode fazer agora para conseguir alcançar seu objetivo?
– Ah! Isso, aquilo…
– Ok! Então faça! Respire, hidrate-se, conserte a postura e mão na massa! Você é capaz! A calma é sua companhia!
– Mexa-se

Quando a situação apertar e você puder, coloque uma roupa leve e um tênis e vá caminhar/correr, no quarteirão de casa mesmo.

No entanto, é interessante encarar a atividade física como uma ação diária. Reserve um tempo para isso. Quando você se movimenta, eleva a produção de serotonina, substância que aumenta a sensação de prazer.


Se você sofre ansiedade, saiba que, apesar de ela se impor muitas vezes como um monstro invencível, é possível domar esse sentimento, com medicamentos e auxílio psicológico, mas também com hábitos simples no dia a dia.


Quer saber mais? Clique no banner!

Powered by Rock Convert

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp